Criatividade, marketing, branding, comunicação, design, empreendedorismo, inovação, futurismo e outras temáticas do universo da economia criativa.

A moda dos Ugly Shoes está virando uma tendência ou é um fenômeno passageiro em 2023? entenda

Entenda tudo que está rolando sobre ESTE fenômeno dos Ugly Shoes

0

O Fascínio dos “Ugly Shoes”: Da Margem à Tendência

- Publicidade -

A Era dos Ugly Shoes chegou para ficar. Sapatos de aparência duvidosa, que desafiam as normas tradicionais de beleza, agora dominam as ruas e os guarda-roupas. Neste artigo, mergulharemos fundo nesse fenômeno, explorando suas origens, motivos e os benefícios dessa tendência ousada.

Talvez você goste de ler também:

DIA DO GAMER: G-Shock lança coleção de relógios inspirada no mundo virtual e tecnológico

YoPRO Energy Boost: entenda os benefícios das proteínas com cafeína nos seus treinos

- Publicidade -

Criatividade: 7 ferramentas para dar um UP na sua rotina de criação

A Revolução dos “Dad Sneakers”

ugly shoes
Balenciaga / reprodução

 

Em 2018, a Balenciaga lançou o famoso Triple S, inaugurando a febre dos “dad sneakers”. Esses tênis, que evocam os modelos usados pelos pais na década de 90, se tornaram uma sensação no mundo do streetwear e inspiraram inúmeras outras marcas a seguir o mesmo caminho. Eles foram apenas o começo.

Da Birkenstock às Crocs: a Ascensão dos Solados Pesados

- Publicidade -

A moda dos Ugly Shoes está virando uma tendência ou é um fenômeno passageiro? entenda
Balenciaga / divulgação

 

Logo em seguida, assistimos à ascensão das papetes, birkenstocks e outros calçados com solados pesados. E, surpreendentemente, até mesmo os Crocs, antes considerados inaceitáveis, apareceram nas passarelas. A pandemia e a busca por conforto consolidaram a era dos sapatos “feios” e, muitas vezes, extremamente confortáveis. Recentemente, modelos inflados e peludos, evocando a era do Y2K e até o “abominável homem das neves”, conquistaram o coração dos fashionistas. A criatividade não tem limites, e os ugly shoes estão aqui para ficar.

Beleza é Subjetiva: Tabi Boots e a Estética do “É Bonito Ser Feio”

Tabi Boots, ugly shoes estão na moda
Tabi Boots / reprodução

 

A beleza está nos olhos de quem vê, e o gosto é subjetivo e mutável. Um exemplo notável disso são as icônicas Tabi boots da Margiela, lançadas em 1988. Seu design inspirado em meias japonesas do século XV sempre defendeu a ideia de que “é bonito ser feio”. Com a ascensão atual dos ugly shoes, elas deixaram de ser um item cult e se tornaram um verdadeiro hit, aparecendo até mesmo na polêmica série “Emily em Paris”.

Phoebe Philo e a Revolução no Luxo

A moda dos Ugly Shoes está virando uma tendência ou é um fenômeno passageiro? entenda
reprodução estilo pepetes

 

Phoebe Philo, durante seu período na Céline, desempenhou um papel fundamental na ascensão das papetes e outros calçados “feios” no mercado de luxo. Ela também ressuscitou os sapatos peludos dos anos 70, apresentando interpretações sofisticadas e contemporâneas. Com seu retorno iminente ao mundo da moda com sua marca própria, mal podemos esperar para ver o que ela nos reserva.

Ugly Shoes e a Reflexão Sociocultural

clog Boston
Clog Boston / divulgação

 

A moda é um reflexo do mundo à sua volta. A pandemia da Covid-19 estimulou a busca por roupas e calçados práticos, confortáveis e versáteis, alinhados à tendência do athleisure e loungewear. Isso explica o retorno de modelos como as UGG boots e o clog Boston da Birkenstock, antes destinados ao uso interno, agora dominando o street style.

A Era da Viralização e da Excentricidade

botas vermelhas da MSCHF
MSCHF / divulgação

 

Em um mundo cada vez mais digital, a viralização se tornou uma meta importante. A moda aproveita itens chocantes e inusitados para alcançar esse objetivo. Exemplos incluem as botas vermelhas da MSCHF, que esgotaram em poucas horas, e o crescente interesse em HQs e animes. Até mesmo Victoria Beckham experimentou a versão amarela dessas botas.

Celebre Sua Individualidade

Em uma época de tendências globais e efêmeras, a autenticidade se tornou um tesouro raro. Comprar produtos com personalidade, que fogem da neutralidade, é uma maneira incrível de expressar seu estilo pessoal e celebrar sua individualidade.

As Novas Adições à Família dos Ugly Shoes

Bota meia
Reprodução de Bota Meia

 

Na Bottega Veneta, Matthieu Blazy introduziu uma fusão entre bota e meia, feita em couro trançado usando a técnica intrecciato, característica marcante da grife italiana. Em Londres, JW Anderson, conhecido por seus calçados “feios” e um toque de surrealismo, apresentou um clog em formato de sapo, acompanhando sua clutch pomba lançada em temporadas anteriores. Além disso, temos o “paw shoe”, uma espécie de primo das Tabis, disponível em versões planas e de salto.

Ugly Shoes tomando conta da moda
paw shoe / reprodução

Ugly Shoes: O Antídoto para o Luxo Convencional

Em uma era de “quiet luxury”, os ugly shoes e sua irreverência se destacam como um antídoto para a polidez excessiva. Mesmo que você não seja fã desse estilo, esses sapatos desafiam as noções convencionais de beleza, ampliam os padrões estéticos e promovem a diversidade. Eles adicionam diversão aos looks, lembrando-nos de que a moda é sobre autoexpressão e nos incentivando a não nos levarmos tão a sério.

Então, o que você achou desse conteúdo? Comente, compartilhe esse conteúdo e nos siga no Google Notícias e nossas redes Instagram, Facebook e Spotify.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.