Criatividade, marketing, branding, comunicação, design, empreendedorismo, inovação, futurismo e outras temáticas do universo da economia criativa.

GOLPES: 70% das empresas no Brasil sofrem com ataques cibernéticos e sequestro de dados

Se você é empresário deve ficar atento aos ataques cibernéticos cada vez mais comuns em empresas brasileiras

0

70% das empresas no Brasil sofre com ataques cibernéticos e sequestro de dados

- Publicidade -

No cenário cada vez mais digitalizado em que vivemos, as ameaças cibernéticas representam um perigo crescente para indivíduos e organizações em todo o mundo. O Brasil, infelizmente, não é exceção a essa tendência preocupante. De acordo com dados recentes, quase 70% das empresas no país foram vítimas de ataques cibernéticos com sequestro de dados ao longo do ano de 2022. Esse número alarmante demonstra a necessidade urgente de se adotar medidas eficazes para proteger informações sensíveis e garantir a segurança no ambiente digital.

Nos últimos anos, a digitalização tem impulsionado o crescimento e a eficiência das empresas em diversos setores. No entanto, essa transformação também trouxe consigo uma série de desafios e vulnerabilidades. Os criminosos cibernéticos aproveitam-se dessas brechas para infiltrar-se nas redes corporativas, explorando fragilidades de segurança e sequestrando dados valiosos. Desde pequenos negócios até grandes empresas, nenhuma organização está imune a essas ameaças.

Talvez você goste de ler também:

CUIDADO: sites com promessas de dinheiro esquecido 2023 é GOLPE

- Publicidade -

ChatGPT: uma oportunidade para desenvolver habilidades humanas

Perigo para as empresas

No ano passado, quase 70% das empresas brasileiras ouvidas por uma pesquisa internacional sofreram ataques de ransomware, que são crimes digitais nos quais hackers “sequestram” dados e sistemas de companhias e órgãos públicos. Os dados são criptografados e os criminosos exigem resgate para devolvê-los. É o que mostra o relatório anual The State of Ransomware da Sophos, empresa global especializada em cibersegurança.

 

O total de registros em 2022 foi 13% superior aos do ano anterior, segundo a sondagem, que entrevistou líderes de empresas de médio porte em 14 países, incluindo 200 organizações no Brasil. Entre as empresas brasileiras, 68% reportou ter sido vítima de ataque.

 

Para falar sobre o tema, indicamos entrevista com Alan Morais, sócio e diretor-executivo da EXA Tecnologia, empresa que faz parte do Grupo FS, líder em tecnologia e soluções digitais. O porta-voz ressalta que existem algumas medidas que podem ser tomadas para evitar o ciberataque.

 

- Publicidade -

Sobre a Exa Tecnologia

Criada em maio de 2022, a EXA Tecnologia é uma parceria entre a líder em tecnologia e soluções digitais FS Security e a TIM. A Exa oferece soluções para múltiplos clientes em diferentes segmentos baseada em produtos de alta tecnologia.

Exemplo disso é o seu primeiro produto lançado, o “Proteção Pix”, ferramenta de alta tecnologia que traz mais segurança para os consumidores nas movimentações Pix entre contas bancárias, contemplando a funcionalidade multibancos.

Então, o que você achou desse conteúdo? Comente, compartilhe esse conteúdo e nos siga no Google Notícias e nossas redes Instagram, Facebook e Spotify

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.