Criatividade, marketing, branding, comunicação, design, empreendedorismo, inovação, futurismo e outras temáticas do universo da economia criativa.

CUIDADO com o RADAR METRALHADORA: multas em massa com velocidade impressionante (30 carros/minuto em 650m)

RADAR METRALHADORA: PRF utiliza novo equipamento que consegue multar 30 carros/minuto em um raio de até 650 metros, confira tudo

0

Radar Metralhadora: Multas em Massa a uma Velocidade Impressionante

- Publicidade -

Os radares de trânsito são uma presença comum nas rodovias e ruas brasileiras, e a maioria dos motoristas já está acostumada com a ideia de ser multado por excesso de velocidade. No entanto, o que poucos sabem é que uma nova geração de radares, conhecida como “metralhadora de multas,” está se tornando a norma nas mãos dos agentes de trânsito.

Talvez você goste de ler também:

Investigação Virtual: Descubra Como Localizar uma Pessoa na Internet em 2023

LEILÃO DA RECEITA (Setembro de 2023): videogames, câmera e brinquedos com lances de R$ 400; veja como participar

- Publicidade -

iPhone 15: A Revolução dos Jogos com a Capacidade de Rodar Games de PlayStation 5

Multas em massa com velocidade impressionante (30 carros/minuto em 650m)

multas em massa com velocidade impressionante (30 carros/minuto em 650m)
Pinterest

O modelo em questão é o Trucam, um dispositivo eletrônico móvel que se assemelha a uma pistola futurística, equipada com mira a laser e sensor de presença. A Lasertech Brasil, fabricante do Trucam, inclusive afirma ser a fornecedora oficial de sensores a laser para a NASA, a agência espacial norte-americana. Mas como exatamente funciona esse novo tipo de radar?

O Trucam é capaz de identificar até três veículos por segundo, independentemente de serem motos, carros, ônibus ou caminhões, e isso ocorre em velocidades impressionantes, chegando até 322 km/h, a uma distância de até 650 metros. Além disso, ele tem a capacidade de distinguir automaticamente entre veículos pequenos e grandes, aplicando multas individuais de acordo com o limite de velocidade específico para cada categoria. Em um minuto, esse “super-radar” pode emitir até 30 autuações, registrando não apenas a velocidade, mas também a distância entre os veículos, fornecendo evidências fotográficas e vídeos das infrações.

- Publicidade -

Além de suas habilidades impressionantes, o Trucam realiza levantamentos estatísticos e classifica os dados obtidos, fornecendo às autoridades de trânsito informações detalhadas sobre o comportamento dos motoristas nas estradas.

Limitações do equipamento

No entanto, como todo equipamento, o Trucam tem suas limitações. De acordo com a resolução 798 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), a distância mínima entre dois radares, de qualquer tipo, deve ser de 500 metros nas cidades e em trechos rurais com características urbanas. Em vias rurais de trânsito rápido, essa distância deve ser de pelo menos dois quilômetros. Além disso, radares não podem ser utilizados em trechos com menos de 5 km de extensão ou com variações frequentes nos limites de velocidade.

Uma questão importante a ser considerada é a validade das multas emitidas por esses equipamentos. O Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) exige que os radares sejam inspecionados a cada 12 meses para garantir sua precisão. Os motoristas que desconfiarem que um radar não foi inspecionado dentro do prazo podem reunir evidências para contestar a penalidade.

Para recorrer a uma multa emitida por um radar como o Trucam, os condutores devem seguir um processo específico, que inclui entrar com um pedido de recurso junto à autoridade de trânsito responsável e fornecer cópias da notificação de autuação ou penalidade. Além disso, é essencial verificar se o radar foi inspecionado nos prazos estabelecidos pelo Inmetro.

Considerações finais

Em última análise, os radares tipo “metralhadora” estão revolucionando a forma como as multas de trânsito são aplicadas. Eles podem ser uma ferramenta eficaz para garantir a segurança nas estradas, mas é importante que os motoristas estejam cientes de suas limitações e saibam como contestar multas injustas. Afinal, todos têm o direito de uma revisão justa quando se trata de penalidades de trânsito.

Então, o que você achou desse conteúdo? Comente, compartilhe esse conteúdo e nos siga no Google Notícias e nossas redes Instagram, Facebook e Spotify.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.