Criatividade, marketing, branding, comunicação, design, empreendedorismo, inovação, futurismo e outras temáticas do universo da economia criativa.

Pais e família tóxica: como identificar os sinais e como superar o trauma, muito além do caso Larissa Manoela

Entenda os sinais secretos dos pais e família tóxica que você precisa conhecer

0

Violência psicológica de pais pode gerar baixa autoestima, ansiedade, depressão, comportamentos autodestrutivos e problemas de confiança.

- Publicidade -

EMDR, terapia recomendada pela OMS para tratamento de traumas é opção para vítimas de pais abusivos. Entenda.

Pais e Família Tóxica: Como Identificar os Sinais e Superar o Trauma, Muito Além do Caso Larissa Manoela

A relação entre pais e filhos é uma das conexões mais fundamentais e impactantes em nossas vidas. Ela molda nossa visão de mundo, influencia nossas escolhas e, em última análise, desempenha um papel crucial na nossa formação como indivíduos. No entanto, nem todas as histórias de família são marcadas por amor, apoio e compreensão. Algumas delas são envoltas em toxicidade, abuso emocional e ciclos de dor que podem deixar cicatrizes profundas e duradouras.

O caso de Larissa Manoela, uma figura pública que trouxe à tona questões de relação tóxica com seus próprios pais, nos serve como um ponto de partida para uma discussão mais ampla sobre esse assunto sensível. Embora a história dela seja conhecida, muitos outros indivíduos vivenciam situações semelhantes, longe dos holofotes da mídia, carregando o peso de relacionamentos familiares tóxicos que afetam sua saúde mental e emocional.

Neste artigo, mergulharemos fundo na questão das famílias tóxicas. Vamos explorar os sinais reveladores que indicam quando uma relação com os pais ou outros membros da família pode ser prejudicial. Além disso, forneceremos orientações valiosas sobre como superar o trauma e construir uma vida saudável e equilibrada, independente do seu passado. Afinal, a jornada da cura vai muito além do que é exposto nas manchetes de celebridades; ela é uma experiência pessoal que pode começar a qualquer momento e levar a uma transformação profunda e libertadora.

- Publicidade -

Pais tóxicos são aqueles que exercem comportamentos prejudiciais e nocivos ao bem-estar emocional e psicológico de seus filhos. Esses comportamentos podem incluir controle excessivo – desde visual, roupas, dinheiro e relacionamentos; manipulação emocional; críticas constantes; falta de apoio emocional nas mais diversas situações (o famoso “isso é bobagem”); negligência; ou abuso verbal e físico.

Talvez você goste de ler também:

Dia do nutricionista: 3 hábitos que ajudam você a criar uma rotina mais saudável na alimentação (Vigilantes do Peso)

Revivendo os Anos 90: Tendências da moda que Voltaram com Tudo em 2023

AMAZON com DESCONTO HISTÓRICO de R$ 3 mil no iPhone 13: Oportunidade imperdível, corre para aproveitar! (BEM MAIS BARATO)

- Publicidade -

Pais tóxicos: como identificar os sinais e como superar o trauma

Traumas e tratamento

 

Os filhos de pais tóxicos podem desenvolver diversos traumas, como baixa autoestima, ansiedade, depressão, dificuldade em estabelecer relacionamentos saudáveis, padrões de comportamento autodestrutivos e problemas de confiança. Esses traumas podem acompanhar a pessoa até a vida adulta, afetando suas escolhas, relacionamentos e autoimagem.

 

Para tratar esses traumas e ter uma vida mais saudável emocionalmente, a terapia EMDR é uma das opções de tratamento recomendada pela OMS. O Eye Movement Desensitization and Reprocessing é uma abordagem desenvolvida nos EUA há mais de 30 anos especialmente para cuidar de sobreviventes de guerra.

 

Atualmente, a abordagem atua em diversos traumas e fobias. O EMDR ajuda os pacientes a reprocessar experiências traumáticas passadas, por meio de estimulação bilateral, como movimentos oculares, toques táteis ou sons. Isso permite que as emoções negativas sejam liberadas e transformadas, permitindo que os pacientes se sintam mais confiantes e capazes de enfrentar situações anteriormente temidas. Com uma quantidade relativamente pequena de sessões, se comparado ao processo terapêutico comum, o paciente já terá grande alívio nos sintomas e poderá liberar o medo e a ansiedade paralisantes.

 

“O EMDR é uma abordagem terapêutica revolucionária que pode transformar a vida das pessoas que sofrem com traumas emocionais tão profundos como os causados por pais abusadores”, afirma Ana Lúcia Castello, presidente da Associação Brasileira de EMDR e uma das principais especialistas em EMDR no Brasil. “Nossos pacientes relatam uma melhora substancial em sua qualidade de vida. O EMDR oferece esperança e liberdade.”

 

Somente médicos ou psicólogos podem se tornar profissionais aptos a atuar com EMDR, treinados por instituições homologadas internacionalmente. No Brasil, já são milhares de profissionais capacitados em diversas cidades do país. Para encontrar um profissional, acesse:

Link

pais e família tóxica
Caso Larissa Manoela recentemente divulgado na mídia

Sinais

 

Sinais de pais tóxicos incluem a constante invalidação dos sentimentos dos filhos, controle excessivo sobre suas vidas, críticas frequentes e desproporcionais, falta de respeito pela privacidade, falta de apoio emocional e manipulação emocional constante. “É importante estar atento a esses sinais para buscar ajuda e apoio”, diz Ana Lúcia. “A percepção de que um relacionamento com os pais é tóxico pode variar significativamente de pessoa para pessoa e depende de diversos fatores, como maturidade emocional, experiências de vida e ambiente familiar. Alguns filhos podem começar a perceber os sinais de toxicidade desde jovens, enquanto outros podem levar mais tempo para compreender a dinâmica prejudicial. Muitas vezes, é na adolescência ou na idade adulta que essa percepção se torna mais clara, à medida que os filhos ganham mais independência e perspectiva sobre suas relações familiares”.

 

Cortar relações

 

Cortar relações com pais tóxicos em busca do próprio bem-estar emocional e mental, às vezes é necessário. Tomar essa decisão pode ser extremamente difícil e envolve avaliar cuidadosamente os impactos negativos que o relacionamento está causando na sua vida. Muitas vezes, pessoas que sofrem com pais tóxicos sentem-se presas em um ciclo prejudicial, e cortar os laços pode ser uma medida necessária para proteger a sua própria saúde mental e emocional.

 

“Cada situação é única. É recomendável procurar apoio terapêutico para superar essa difícil situação”, finaliza Ana.

 

Sobre a Associação Brasileira de EMDR

 

Fundada em 2008, a Associação Brasileira de EMDR é composta por psicólogos e médicos com formação em EMDR e tem seus treinadores e facilitadores de treinamentos reconhecidos pelo EMDR Institute (EUA).

As Empresas vinculadas à Associação, EMDR Treinamento e Consultoria, dirigida pela ProfªDraEsly Carvalho, a Empresa Equilíbrio Mente e Corpodirigida pela ProfªDrª Ana Lúcia Castello ea Empresa Espaço da Mente, dirigida pelo Prof. Dr. André Monteiro promovem cursos homologados em todo o país para formação de psicólogos na técnica e a Associação Brasileira de EMDR tem procurado difundir o EMDR em todo o Brasil.

Então, o que você achou desse conteúdo? Comente, compartilhe esse conteúdo e nos siga no Google Notícias e nossas redes Instagram, Facebook e Spotify.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.