Criatividade, marketing, branding, comunicação, design, empreendedorismo, inovação, futurismo e outras temáticas do universo da economia criativa.

Cerveja pode ou prejudica a dieta? MITOS e VERDADES com a ajuda de especialistas

0

Cerveja no Calor: Desvendando Mitos com a Nutricionista Thaiz Brito

Introdução

- Publicidade -

Com as altas temperaturas atingindo recordes no Brasil, o consumo de cerveja gelada parece ser a solução ideal para enfrentar o calor escaldante. No entanto, muitos se perguntam: será que aproveitar uma cervejinha compromete a dieta? Neste artigo, vamos explorar as respostas fornecidas pela nutricionista Thaiz Brito, desvendando mitos e oferecendo dicas para equilibrar o prazer da bebida com hábitos saudáveis.

Talvez você goste de ler também: Qual é a melhor cerveja puro malte do mercado? Veja a opinião dos especialistas

O Apelo Refrescante da Cerveja no Calor

Cerveja pode ou prejudica a dieta? MITOS e VERDADES com a ajuda de especialistas
Pinterest

- Publicidade -

1. Aumento do Consumo em Dias Quentes

Com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) relatando um aumento de até 40% no consumo de cerveja em dias quentes, a busca por uma forma de aliviar o calor é evidente. No entanto, a preocupação com os efeitos na dieta é uma sombra que paira sobre essa escolha.

2. Moderação como Palavra-Chave

Thaiz Brito destaca que, surpreendentemente, desfrutar de uma cerveja não precisa ser sinônimo de sabotar a dieta. A chave está na moderação e no equilíbrio com outros hábitos saudáveis, como alimentação balanceada, prática de exercícios e a ingestão adequada de água.

Estratégias para Conciliar Cerveja e Dieta

- Publicidade -

1. Planejamento é Fundamental

O primeiro conselho da nutricionista é evitar o consumo diário de cerveja. O ideal é planejar quando incluir a bebida na rotina, como permitir-se uma vez por semana, limitando-se a duas garrafas long neck, por exemplo.

2. Atenção aos Acompanhamentos

Thaiz ressalta a importância de ser cauteloso com os acompanhamentos da cerveja. Muitas vezes, as pessoas optam por petiscos extremamente calóricos, como batata frita, torresmo e amendoim, o que pode intensificar a ingestão de calorias e comprometer os objetivos da dieta.

3. Alternativas Light e Zero Álcool

Para aqueles que desejam desfrutar da cerveja sem excessos calóricos, a nutricionista sugere a consideração de versões zero álcool, geralmente menos calóricas. Além disso, algumas marcas oferecem opções “light” com reduções significativas na quantidade de carboidratos, proporcionando uma alternativa mais amigável para a dieta.

Conclusão: Equilíbrio como Chave do Sucesso

Em resumo, apreciar uma cerveja no calor não precisa ser um dilema para quem busca manter uma dieta saudável. Com a orientação da nutricionista Thaiz Brito, fica claro que o segredo está no equilíbrio, na moderação e na conscientização dos acompanhamentos.

Planejar e escolher alternativas mais leves podem ser a chave para desfrutar da cerveja sem comprometer os esforços dedicados à saúde e ao bem-estar.

Então, o que você achou desse conteúdo? Comente, compartilhe esse conteúdo e nos siga no Google Notícias e nossas redes Instagram, Facebook e Spotify.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.